Conhecendo a Torre de Pisa

  • 24/07/2016
  • 1 comentário
  • Por: Guilherme Goss De Paula

DSC00183

Chegando na estação de Florença, deixei a mochila no guarda-volumes e peguei o próximo trem para Pisa – como eu não queria pernoitar por lá, a saída que encontrei foi fazer um bate e volta, já que a proximidade das cidades (cerca de uma hora) favorece esse tipo de viagem.

Já em Pisa, cidade natal de Galileu Galilei, chequei o mapa que havia na estação e segui em direção à famosa torre. No caminho, um pouco desorientado, encontrei um posto de informações, mas estava fechado – e eu achando que estava demorando demais para chegar. Era sábado e havia muita, mas muita gente na rua. Andei mais um bocado quando resolvi parar e perguntar o caminho para uma senhora. Até então eu estava no caminho certo e, seguindo suas instruções, encontrei a maior atração da cidade.

A Torre de Pisa começou a ser construída em 1173 como um campanário e, ao longo de sua história, várias intervenções foram feitas para corrigir sua inclinação. É impressionante olhar para aquela estrutura inclinada de 56,4 metros de altura que pesa mais de 14 mil toneladas, porém mais desafiante é subir na mesma – sim, isso é possível! E impossível é não tirar a clássica foto “segurando” a torre com a mão espalmada.

DSC00198

Ao lado da torre fica o Campo dei Miracoli, uma grande área aberta, cujo centro abriga o Duomo (Catedral de Pisa, em estilo românico toscano), o Battistero (capela onde realizavam-se os batismos) e a própria Torre de Pisa (já descrita no parágrafo anterior). Nos arredores ficam também o Camposanto Monumentale (cemitério) e o Museo dell’Opera del Duomo (que guarda relíquias da catedral).

Como a visita era rápida, os demais atrativos tiveram que ficar para a próxima oportunidade. Comprei um suvenir (como sempre faço) e peguei o trem de volta a Florença.

Veja mais fotos na galeria!!


Este é o 31º post da série Mochilão na Europa I (28 países)

Leia o post anterior: Milão em um dia (Itália)

Leia o post seguinte: Florença: o berço do Renascimento italiano


Evite filas!!
Compre seus ingressos e passeios para Pisa


Ou acesse o índice com todos os posts dessa série!


↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest!


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Uma resposta para “Conhecendo a Torre de Pisa”

  1. […] Leia o post seguinte: Conhecendo a Torre de Pisa […]

Deixe uma resposta

Inline
Inline