Maya Bay: passeio de lancha nas ilhas Phi Phi

  • 26/10/2017
  • 0 comentários
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Quando a gente vai pra Tailândia fica muito mal acostumado. Não basta estar em Phuket ou Ko Phi Phi Don, curtindo aquela água linda e transparente, afinal a região é sensacional e cheia de ilhas – uma mais linda que a outra. Entre tantos lugares perfeitos, há um que certamente você vai querer incluir no seu mural de fotos: Maya Bay. E não é só porque ela é o cenário principal do filme “A Praia”, protagonizado pelo Leonardo Di Caprio, mas sim porque ela é mesmo privilegiada. Protegida por rochedos gigantes, ela fica escondida do mar aberto e quando o barco contorna a muralha natural a vista é arrebatadora!

maya bay

Sete anos antes eu estava em Phuket e fiz um passeio para as ilhas Phi Phi. Lembro-me que gostei muito de Maya Bay, mas achei que ficamos pouco tempo na praia mais famosa da Tailândia. Dessa vez, já estávamos em Phi Phi e teríamos muito mais tempo pra curtir “A Praia”.




Antes de ler as dicas desse post, que tal assistir ao vídeo pra se animar ainda mais? Ah, e aproveite para se inscrever em nosso canal. 🙂

Por que optamos pelo speed boat

Demoramos a escolher o passeio que faríamos, principalmente por causa do tipo da embarcação. Afinal a Lavínia só tinha 3 anos e ia junto com a gente. Havia longtails (aqueles barcos típicos, de madeira), speed boats (lanchas) e os barcos maiores. Os longtails são os mais lindos na minha opinião, mas são lentos e mais instáveis diante das ondas maiores, com criança fica mais complicado. Os speed boats são super rápidos, mas as opiniões se dividiam nas agências, alguns diziam que podia “bater” demais e incomodar as crianças (leia nossa opinião mais pra frente). Os barcos grandes seriam os ideais para crianças, só que levam muita gente e tomam um dia inteiro, por conta disso, o passeio poderia ser exaustivo demais.

Acabamos escolhendo o passeio de speed boat. Nossa decisão foi feita na base da confiança e do bom senso. Se a Lavínia enjoasse, pelo menos o tempo embarcado seria menor. Uma das agências que visitamos (Phi Phi Local Tour), era de um casal de irmãos, eles foram bastante firmes ao dizer que a lancha era uma boa opção e que iam reservar o banco do fundo para a Lavínia. Ambos foram gentis, educados e muito prestativos, respondendo a todas as nossas perguntas. Demos um voto de confiança e fechamos com eles. O passeio (das 12h às 19h30) custou THB 1300 por adulto (a Lavínia foi free) e estavam inclusos: snorkel, taxa ambiental (THB 400), água, Coca-Cola, almoço e frutas. Na lancha também havia cerveja, cobrada à parte.

phi phi passeio

No dia seguinte, chegamos na agência no horário marcado e fomos encaminhados ao local de espera, junto com os demais passageiros. A lancha chegou e fomos os últimos a embarcar. Os assentos do fundo, que haviam indicado para a Lavínia já estavam ocupados mas nem precisamos nos preocupar. Eles solicitaram, gentilmente, que as pessoas cedessem os lugares.

passeio phi phi maya bay

Quando a lancha zarpou, o guia começou a dar as orientações sobre o nosso percurso que vou passar em detalhes pra você:

Monkey Beach

Ainda em Ko Phi Phi Don, nossa primeira parada foi na Monkey Beach. Aliás, existem duas Monkey Beaches: uma pequena e uma grande. Paramos na menor. O local é composto apenas por rochedos (areia mesmo não há) cheios de macacos que, acostumados com a atividade turística diária, ficam à espera de alimentos jogados pelos guias. A outra Monkey Beach (a grande, com areia) fica do lado oposto da ilha, fora da rota de Ko Phi Phi Leh onde o passeio continua – o que talvez torne inviável a passagem por ela.

monkey beach

Viking Cave

É um local realmente muito bonito, cercado de águas cristalinas. No entanto, não se pode chegar perto. Isso porque a caverna é habitada por andorinhas e é aí que a história fica curiosa. Um dos pratos mais exclusivos (e caros) do mundo é a sopa chinesa de ninhos de andorinhas. Conhecido também como “caviar do Oriente”, o prato tem como ingrediente principal os ninhos que recebem a saliva das aves e origina uma sopa gelatinosa e, segundo eles, saborosa. As armações de madeira que vemos na caverna não são restos de embarcações como se pode imaginar, e sim andaimes e escadas utilizadas para que os ninhos possam ser colhidos.

E o viking? Ah, ele mora na Noruega e não ia se adaptar ao calor da Tailândia (rsrs). Mas falando sério, o apelido enganador, segundo o Lonely Planet, é devido aos grafites feitos por pescadores chineses há 400 anos, que remetem aos seus barcos tradicionais, chamados de junco.

viking cave

viking cave

Pileh Lagoon

Ah, essa parada é das melhores! Aqui a gente pode nadar em uma enorme piscina natural de água ultra cristalina. Ela é cercada por rochedos, o que a deixa ainda mais bonita. Eu diria que é uma Maya Bay sem areia!

pileh lagoon

pileh lagoon

pileh lagoon

pileh lagoon

pileh lagoon

Snorkeling com tubarões

Calma que nenhum bicho vai engolir você! Mas, se tiver medo, fique próximo ao barco e curta as centenas de peixinhos coloridos. Os baby sharks ou reef sharks ficam mais próximos das pedras e vão fugir de você antes que você precise fugir deles! Mas não deixam de ser tubarões e quando encarei de frente quatro deles juntos, confesso que dei uma tremidinha.

snorkel tailandia

Maya Bay

Muitos se decepcionam pela quantidade de turistas que há no local. Eu também me senti assim quando fiz uma visita rápida à “A Praia” sete anos antes em um passeio a partir de Phuket. Dessa vez, no entanto, estávamos em Phi Phi que fica bem mais próximo e teríamos três horas para curtir o local. Assim que desembarcamos (cerca de 14h15), seguimos nosso guia até uma área com mesinhas e banheiros, onde recebemos nosso almoço. Na marmitinha havia arroz, legumes e frango. Só pra constar, nessa hora a praia estava lotada. Depois tivemos tempo suficiente para curtir aquele marzão bonito!
maya bay

Eram 16h15 quando juntei minhas coisas pra ir até o lado oposto pra dar uma espiadinha em Lo Sama Bay. Lembrando que ainda tínhamos uma hora por lá e a praia já estava vazia! O caminho é super tranquilo e em 5 minutinhos eu já estava em Lo Sama. Existe um mirante bacaninha pra tirar fotos.

lo sama bay

No caminho de volta, ouvi uma história interessante de um guia. Ele mostrava em um árvore um nome gravado: “Richard Nox”. É o nome do personagem interpretado por Leonardo Di Caprio no filme “A Praia”. Disse ainda que há uma cena no filme onde aparece o personagem gravando o nome nessa árvore. Preciso assistir novamente pra confirmar essa informação!

arvore leonardo di caprio

arvore leonardo di caprio

Entre Maya e Lo Sama, existem algumas instalações. São casas onde vivem os guardas que cuidam da manutenção e preservação da ilha e banheiros públicos.

Ainda deu tempo de descansar um pouquinho, curtindo o visual de Maya Bay, bem tranquilo, com pouquíssimas pessoas na praia.

maya bay

maya bay

Parada para snorkeling

Mais uma paradinha para mergulhar e admirar a vida marinha antes que o dia acabasse.

snorkel tailandia

Pôr do Sol a bordo

Já no final do dia, era chegada a hora de relaxar, curtir um sonzinho e admirar a natureza privilegiada da Tailândia entre uma fruta e outra.

por do sol tailandia

Plânctons Luminescentes

A última parada do passeio não poderia ser menos incrível. Os barcos atracam bem próximos às pedras, onde as formações lembram uma pequena caverna. E, quando já não há mais luz, a gente se joga na água. Não se vê quase nada, a não ser os plânctons que se acendem quando tocamos ou mexemos a água. Eu havia passado por uma experiência parecida no Camboja, mas na Tailândia em família foi legal demais! Pena que não dá pra fotografar ou filmar.

Avaliação do passeio

Esse passeio foi tão gostoso que ficamos com vontade de repetir! A Lavínia amou e não teve nenhum problema de enjoo ou com a embarcação. Aliás, havia outra criança a bordo, uma chinesinha que também só se divertiu! Portanto, se você vai com crianças, pode embarcar em uma lancha – mas lembre-se da nossa dica e peça pra sentar no banco do fundo.

Outras opções a considerar

Você já imaginou chegar em Maya Bay bem cedinho, antes de todo mundo? Sim, essa opção é possível contratando o passeio “Early bird tour” que sai às 6h30 e volta às 10h30. O passeio está disponível na mesma agência que contratamos. O tour é rápido mas é uma ótima chance pra você tirar fotos e curtir “A Praia” sem multidões.

Pra quem quer vivenciar uma experiência a mais na ilha, saiba que também é possível dormir lá. O Maya Bay Sleep Aboard é um passeio que começa às 15h, saindo de Phi Phi Don, passa pela Viking Cave, Pileh Lagoon e chega à Maya Bay às 16h30. Duas horas depois é hora de voltar pro barco para o jantar. Às 19h30 tem mais uma atividade: nadar com os plânctons luminescentes. É possível dormir dentro do barco ou no deck. Às 7h é hora de aproveitar para curtir a praia vazia. O café da manhã é servido às 8h e às 9h há uma parada para snorkeling em algumas cavernas e em praias normalmente inacessíveis, diz o site. O horário previsto para a chegada em Phi Phi é 10h. Deve ser um passeio incrível, e eu ainda tenho vontade de experimentar!

Gostou das dicas? Deixe seus comentários, elogios, críticas e sugestões ao final do post!


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Deixe uma resposta

Inline
Inline