Milão em um dia

  • 23/07/2016
  • 1 comentário
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Após três dias dormindo em Milão, mas explorando outros destinos (Turim, Mônaco, Veneza) no esquema bate e volta, era chegada a hora de conhecer a capital do design e da moda.

O primeiro atrativo visitado, e não podia ser diferente, foi o Duomo. A grande catedral gótica construída com mármore de Candoglia é o ponto de partida ideal para uma visita a pé pela cidade. Construída ao longe de mais de 400 anos, a catedral impressiona nossos olhos com suas milhares de estátuas e suas torres pontiagudas espalhadas por toda sua área. E se a fachada, terminada às pressas para a coroação de Napoleão, é maravilhosa, o que dizer da parte de trás da igreja que é ainda mais bonita? A torre mais alta abriga a estátua símbolo de Milão, La Madonnina, cujo brilho dourado se destaca no céu da cidade. Na parte interna, uma curiosidade é a Meridiana, uma linha de cobre que atravessa o chão da igreja seguida pelos signos do zodíaco; um furo na parede faz um facho de luz natural correr pela linha deste, que é um calendário solar.

DSC00141

DSC00165

Logo ao lado da catedral, fica a Galeria Vittorio Emanuele II, unindo glamourosamente as praças Duomo e Scala. Em forma de cruz, possui teto de vidro e uma grande cúpula central. Pelos corredores, encontram-se lojas de grife, cafés e restaurantes históricos. Mas, indispensável mesmo é encontrar, no chão, o mosaico de um touro que traz sorte e/ou fertilidade (existem as duas versões); para isso, basta apoiar o calcanhar sobre os testículos do animal e dar três voltas!

DSC00144

DSC00150

A fome bateu e decidimos almoçar – mas não foi um almoço qualquer. Compramos uma pizza no restaurante Spizzico (rede de fast food que, sendo italiana, inclui massas e pizzas) e seguimos até os jardins do Castello Sforzesco, onde a saboreamos sentados no gramado, sob a sombra de uma frondosa árvore. Antiga residência dos duques, o castelo passou a ter funções militares e, hoje, é o endereço de vários museus (Musei Civici), entre os quais se destaca o Museu de Arte Antiga.

DSC00164

DSC00159

A próxima visita seria à igreja Santa Maria delle Grazie e ao Cenacolo Vinciano que guarda, nada menos, que a pintura Santa Ceia (ou A Última Ceia) de Leonardo Da Vinci. Infelizmente a igreja estava fechada mas, mesmo assim, a visita requer reserva antecipada e, no dia seguinte, eu estaria partindo da cidade – mas ainda tenho um ótimo motivo pra voltar.

Voltamos para a Galeria Vittorio Emanuele II para buscar uma sobremesa que diziam imbatível: sorvete misturado com Baci – um conhecido chocolate italiano só que na versão mini gotas –, que tomamos na Plaza Scala.

Seguimos para o Quadrilátero de Ouro, o quarteirão onde se reúnem algumas das grifes mais conceituadas do mundo, entre elas, as italianíssimas Dolce & Gabbana, Roberto Cavalli, Armani, Versace, Prada, Gucci e Valentino. Depois de comprar muitas roupas, digo, de olhar muitas vitrines, voltamos pra casa com as carteiras intactas (rsrs).

DSC00174

DSC00172

Jantamos uma bela pasta e saímos todos para uma festa de aniversário de um amigo de faculdade do Décio. O ambiente estava interessante, praticamente cada um de um país diferente.

Na manhã seguinte, fomos todos juntos para a estação de trem. Décio e sua irmã seguiram até o aeroporto, de onde embarcariam para Barcelona e eu iria de trem até Florença.


Este é o 30º post da série Mochilão na Europa I (28 países)

Leia o post anterior: Bate e volta em Veneza (Itália)

Leia o post seguinte: Conhecendo a Torre de Pisa


Evite filas!!
Compre seus ingressos e passeios para Milão


Ou acesse o índice com todos os posts dessa série!


↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest!


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Uma resposta para “Milão em um dia”

  1. […] Leia o post seguinte: Milão em um dia […]

Deixe uma resposta

Inline
Inline