O que fazer em Railay Beach

  • 20/11/2017
  • 0 comentários
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Fala, viajante! Se você já decidiu que vai visitar Railay, o resto vai ser moleza. Há várias coisas pra se fazer, mas é tudo bem pertinho e, com um pouco de planejamento, você conseguirá desvendar todas as belezas de Railay Beach e seu entorno. Tá pronto pra descobrir o que fazer em Railay Beach? Bora!!!

Leia também: Como chegar em Railay Beach

railay beach

Eu já expliquei em outro post que Railay, ao contrário do que muitos pensam, não é uma ilha. Ela fica localizada em uma península, isolada da civilização por uma densa floresta – o que lhe garante dias de paz e tranquilidade. Além disso, há duas Railay: East e West. Vamos entender as diferenças.



Uma Railay é pouco, duas é bom

Railay East não tem praia. E acredito que essa seja a informação mais importante! É aqui que fica o píer, onde chegam os barcos maiores. A área onde seria a praia é um mangue que se estende de um lado ao outro. Mesmo assim, há vários hotéis desse lado e a noite mais agitada da ilha península, também ocorre por aqui, nos diversos barzinhos à beira da praia do mangue.

railay east

Railay West tem praia! Eeeee!! É aqui que fica Railay Beach, uma praia super fotogênica. Todo mundo corre pra cá pra ver o pôr do sol – que é espetacular! Do lado esquerdo, o limite é um rochedo gigante e do lado direito, uma passagem de pedras leva à Ton Sai Beach – mas só é possível fazer isso na maré baixa. Em Railay Beach as lanchas e barcos long tail (aqueles típicos, de madeira) chegam diretamente na areia da praia, pois não há píer. As noites são tranquilas e as pessoas se dividem estre os restaurantes dos resorts e os da Walking Street (leia adiante).

railay beach

railay beach


O que fazer em Railay Beach?

Walking street

Como o nome diz, é uma rua de pedestres – aliás, não se veem veículos por aqui. Ela começa nas areias de Railay West e vai em sentido à Railay East. É repleta de bares, restaurantes, lojinhas de suvenires e roupas. Há também um bom mercadinho, uma agência de passeios e até um estande de tiro.

Pôr do Sol

Pegue seu drink favorito e acomode-se nas areias de Railay Beach para assistir a um belo espetáculo. Se você está em um dos hotéis de frente para a praia, garanta sua espreguiçadeira com antecedência, porque todo mundo quer ver o pôr do sol!

por do sol railay beach

Pranang (ou Phra Nang) Beach

Ela é a praia mais bonita das redondezas. Ela fica em frente a um paredão rochoso onde a galera pratica escalada. O mar parece uma piscina e à esquerda dá pra ficar debaixo de um rochedo, em uma espécie de caverna. Pra chegar não há dificuldade, o caminho é plano. O acesso é gratuito.

pranang beach

Pranang (ou Phra Nang) Cave (Caverna da Princesa)

Falando em caverna, essa é famosa por aglomerar milhares de objetos fálicos. Antes que você pense besteira (já pensou, né?), à primeira vista o local pode parecer bizarro mas trata-se de devoção e fé. Pescadores, navegantes e locais acreditam que a princesa da caverna os protege e realiza seus desejos. As oferendas de agradecimento são flores, incensos e também os pênis de madeira, diretamente ligados à fertilidade e prosperidade humana. Portanto, viajante, brincadeiras à parte, eles levam muito a sério o respeito e a honra desse local sagrado. A caverna fica na Pranang Beach e o acesso também é gratuito.

pranang cave railay

Viewpoint

Você não vai precisar de muito preparo pra chegar lá, mas é bom ir de tênis e levar uma garrafinha d’água. A sinalização não vai além de uma placa antes da subida, mas é fácil encontrar as trilhas. O começo, é a parte menos fácil: subir um barranco apoiado em uma corda. Uma vez vencida essa parte, haverá uma bifurcação e para chegar ao mirante deve-se pegar a trilha à esquerda. O mirante fica bem em cima de Railay East, mas também dá pra ver Railay West e Ton Sai. O acesso é gratuito.

viewpoint railay beach

Lagoon

Lembra da bifurcação que comentei no item anterior? Para chegar à lagoa, é só pegar a trilha da direita. Haverá uma descida que pode ser escorregadia (principalmente se tiver chovido), por isso é bom ir de tênis. Depois você terá que descer mais umas três escadas de bambu e pronto! A lagoa é circular e envolta por rochas e vegetação, lembrando um cenote mexicano (se você já foi pro México vai entender o que estou falando). Ela possui fundo argiloso e talvez por isso não tinha ninguém dando um mergulho. De qualquer forma, a paisagem é linda e vale o esforço. Não recomendo para crianças, pois pode ser cansativo e até mesmo perigoso. O acesso é gratuito.

lagoon railay beach

Diamond Cave

Essa caverna fica do lado oposto de tudo que falamos até agora. O caminho também é bem tranquilo. A caverna é iluminada pra ficar ainda mais bonita e a gente anda sobre plataformas de madeira. Eu tive a sorte de visitar essa caverna sozinho, quer dizer, apenas com a companhia das centenas de morcegos que vivem lá dentro! Mas, calma, eles têm muito mais medo de nós que nós temos deles (pelo menos deveria ser assim) e não se aproximam. Eu paguei THB 100 (mas na alta temporada pode custar THB 200).

diamond cave railay

Passeio das 4 ilhas

Fechamos o tour com uma agência localizada bem no começo da Walking Street – e parece ser a maior de lá. O passeio custou THB 1400 por pessoa (pagamos THB 1000 na agência e THB 400 diretamente na ilha, por se tratar de uma taxa ambiental) e incluía água a bordo e almoço em Poda Island.

A lancha (speed boat) nos pegou às 10 horas da manhã na praia de Railay Beach. Fomos os últimos a embarcar, já que a lancha vinha de Krabi. A primeira parada foi em Tub Island (ou Separated Sea, ou ainda Thale Whaek). São duas ilhas paradisíacas (mas cheias de gente) unidas por um caminho de areia que pode ser atravessado durante a maré baixa.

tub island

A segunda parada foi em frente à Chicken Island. A ilha tem esse nome pelo formato de suas rochas assemelharem-se a um frango. A parada é bem rapidinha só para tirar fotos, pois não há praia para desembarcar. Achei bem chato… rs.

chicken island

A terceira parada foi em frente à Poda Island. Saltamos no mar para mergulhar com snorkel. A vida marinha é linda, há belos corais e várias espécies de peixe, incluindo o peixe palhaço (o Nemo!). Em seguida, voltamos ao barco que nos conduziu até a areia para o desembarque. Almoçamos um arrozinho com legumes e camarão em Poda Island e depois sobrou um tempinho (não muito) para curtir a praia.

snorkeling poda island clown fish nemo

almoço poda island

ko poda island

A quarta e última parada foi em Pranang Beach. E foi a parada mais longa do passeio, para curtirmos a praia e conhecermos a Pranang Cave. Pra quem está hospedado em Railay, essa parada acaba não valendo muito a pena, pois dá pra ir a pé até ela, conforme expliquei anteriormente. Para o pessoal que embarcou em Krabi, foi ótimo.

pranang beach

O passeio foi bom, mas poderíamos ter aproveitado mais com um barco privativo, pois teríamos mais tempo nas ilhas e não pararíamos em Pranang.

Massagem

Receba uma massagem relaxante nas areias de Railay Beach por um precinho camarada. Há várias mulheres que prestam esse serviço, elas são uniformizadas e também oferecem serviços de manicure e pedicure.

Eu e a Micca experimentamos uma massagem tailandesa na BamBoo House Massage, que fica na Walking Street. Doeu demais, mas pelo menos o preço era ótimo: THB 300 por pessoa, por uma hora de massagem. Na massagem tailandesa, a massagista vai caminhar sobre você e pressionar os cotovelos nas suas costas – dói muito, mesmo! Se você não gosta de dor, escolha a massagem relaxante e saia de lá mais inteiro que eu, rsrs.

Só pra você ter uma ideia, no hotel Sand Sea, a mesma massagem saía por THB 550 por pessoa.

Outras opções

A escalada é uma atividade bastante presente em Railay e os paredões são altíssimos. Há várias empresas que oferecem o serviço.

escalada pranang beach railay

Também é super tranquilo encontrar caiaques para alugar. Dá pra dar só uma volta ou ainda pular de praia em praia! A primeira hora custa THB 200. Cada hora adicional, mais THB 100. Se preferir locar pelo dia todo, sai por THB 800.

Otra atividade legal é o SUP (stand up paddle). Meia hora custa THB 200; uma hora sai THB 300; três horas fica THB 800; e seis horas sai por THB 1500.

Confira as melhores ofertas de hospedagem em Railay Beach!


Onde comer em Railay Beach

Existe uma variedade bacana de restaurantes na Walking Street. Você vai encontrar frutos do mar, pizzas, lanches, massas e até comida indiana. Em Railay East também existem vários restaurantes, mas passamos lá apenas para conhecer.

Os restaurantes que conhecemos foram os seguintes:

  • Flame Tree Restaurant: é o primeiro restaurante da Walking Street e sempre tem gente. Pedi o Baked Rice in Pineapple (arroz com camarões, dentro de um abacaxi), por THB 195. Uma delícia!

flame tree restaurant railay beach

flame tree restaurant railay

  • Kohinoor Indian Restaurant: serve comida indiana e é ultra bem avaliado no TripAdvisor. O atendimento e a comida são realmente muito bons – esteja preparado para a pimenta. Eu pedi o Butter Chicken (frango ao molho curry vermelho com ervas indianas, acompanha um pão indiano), THB 250;
  • Bamboo Bar: comemos uma pizza gostosinha, de massa bem fina. Não é nada espetacular, mas o local é agradável pra conversar e tomar uma cerveja;

pizza bamboo bar railay

  • Sand Sea: o restaurante do hotel onde nos hospedamos tem pratos variados, lanches bem saborosos e é aberto ao público. Um pouco mais caro que os demais. Ele fica em frente à praia, o que garante uma vista especial;

sand sea restaurant railay

  • Fast food no Railay Village: este hotel fica bem ao lado do Sand Sea, mas o que chamou a atenção é a lanchonete fast food (que não lembro o nome, mas é no estilo do KFC) que existe junto ao seu restaurante. Serve lanches e porçõezinhas de frango.

Atenção em Railay

Não é um alerta em vão, mas também não é pra se desesperar! Apenas tome precauções, pois aconteceu com a gente!

Cuidado com os macacos: eles estão por toda a ilha, portanto cuide de seus pertences, principalmente comida. Quando ouvem um pacote de salgadinhos se abrindo eles vem pra cima mesmo! Um filhote subiu no carrinho da Lavínia porque ela tinha um doce na mãozinha. Eu o peguei com todo carinho, mas mesmo assim levei uma mordida! Ainda bem que era um filhotinho.

macacos em railay

Cuidado com as águas vivas: em Railay Beach a Micca foi queimada por uma água viva. Elas são grandes e é comum os banhistas se queimarem por lá. Caso isso ocorra, peça na recepção do hotel ou em algum restaurante, uma solução de vinagre e água e faça compressas com algodão ou papel. O resultado é incrível. A Micca ficou sem nenhuma marca ou bolha.


Saiba mais sobre Railay assistindo ao nosso episódio no YouTube!


↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest

o que fazer em railay beach


Apoio

intermacmysimtravel


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Solicite uma ajuda profissional para sua viagem! Entre em contato com a Reisen Turismo!

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Deixe uma resposta

Inline
Inline